HISTÓRIA CRIADA HOJE N ÃO EXISTE MACHO SEM CHANCES CARA DE PAU TOLAS ACREDITAREI NUNCA PAGA VELHO PAPO ESTRANHO DESIGUALDANTE BBVÉIO DST RETURN IMPREVIDÊNCIA GENÉRICOS CARNE PODRE CARNE FRAQUÍSSIMA CARNE FRACA 1 CARNE FRACA A MÃO DE DEUS BRT DAS ARÁBIAS 9 MILHÕES PARA CRIMINOSOS A NOVA RELIGIÃO, O “CIENTISMO” A TRÍADE MALDITA O CAPETÃO VOLTOU, O CAPETÃO VOLTOU… AS VÍTIMAS NÃO CONTAM É A FÍSICA, IDIOTA! POBRE MARACANÃ! ASSALTOS VERGONHA E AÍ, MULHERES? VÃO CONTINUAR DEIXANDO? TUDO É DADO ACIDENTE? ASSASSINATOS TÍTULOS SEM VALOR MASTURBAÇÃO GOVERNAMENTAL COBRANÇA INDEVIDA A PREFEITURA NÃO TEM DONO IMPOSTO É PAGAMENTO POR PRESTAÇÃO DE SERVIÇO E NÃO OBRIGAÇÃO SÃO NOSSOS SERVIÇAIS E NÃO O CONTRÁRIO NÃO EXISTE “CALAMIDADE FINANCEIRA” A ESUQUERDA NA NUVEM DEMOCRACIA NO ORIENTE E CONTO DE FADA DA KÉFERA TALVEZ SEJA ÚTIL IDOSO É SUA MÃE É BOM PRÁ QUEM TÁ DE FOLGA… PRESOS NAS CELAS DOMINAÇÃO ÓI NÓÍS AKI TRAVÊIS! A VOLTA HERÓIS ASSASSINOS POUCOS ARTISTAS PAI GORDINHO PREMONIÇÃO TEM UM EMPREGO? CARAS DE PAU – MESMO! QUEREM MATAR VOCÊ! CÂNCER PARA TODOS LOUCOS? DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS CUIDADO HAPPY FUGA DO INFERNO O INFERNO NA PRAIA PONTE PARA O NADA BURRICE FARCS AINDA VOTAM? BOBAGEM NÃO SEJA GENTIO PALHAÇADA FIM DE SEMANA MORTAL MACAQUICES SADOMASOQUISMO HAPINESS MALUQUICES DE FIM DA ANO NOVO SISTEMA DE CASTAS SOMOS TODOS COMUNISTAS DISFARÇADOS COMANDAR A VIDA NÃO SE MORRE MAIS! O MUNDO MUDOU! NÃO PRECISA MAIS MORRER! O MUNDO MUDOU! O mundo mudou. É preciso não morrer mais. Alguns seres imortais Fizeram de você um animal. HAITI, OBRA COMUNISTA A MORTE NÃO É A ORDEM NATURAL DAS COISAS O CONTROLE DA VIDA TÃO DE OLHO NA GENTE ESQUERDISTAS SÃO LOUCOS DE PEDRA SÃO AS EMPRESAS QUE FAZEM A RIQUEZA, NÃO O ESTADO SUS, UM ABSURDO FINITO VELHO CHOCO MAIS UMA VEZ PO TSE EXTRAPOLA SALÁRIO MÍNIMO, LEIS TRABALHISTAS, DESEMPREGAM 12.O000.000
los-ogros

Comida sem frescura – Ogrostronomia

About

O Jornal Almar tem como objetivo levar o conhecimento da Realidade (que, por incrível que possa parecer, tanto não pode ser percebido pelos sentidos, quanto é ignorado por todas as instituições humanas) mas de forma leve, agradável, mesmo divertida. Através de textos atuais, personagens fictícios, discussão do que acontece no mundo das pessoas e todas as formas que forem possíveis e necessárias para levar a Realidade aos seres humanos, porque não podem mais continuar ignorantes dela.

 

Na tevê, no Youtube, nas livrarias, uma avalanche de programas, canais, livros de culinárias chegam constantemente ao nosso conhecimento. Uns lights, outros carregados na gordura, uns com sotaque britânico, outros com sotaque francês, ou mesmo em português, mas nada se compara ao quarteto mais ogro da internet. O canal Ogrostronomia, no Youtube desde 2011, vem conquistando o público sem frescura, sem muito exotismo, sem abrir mão do simples e bem feito, da comida com gosto e abundante. Da criação do canal até agora, são mais de 11 mil inscritos e mais de 700 mil visualizações dos vídeos. Cada um ainda desenvolve outras atividades, embora o Jimmy McManis continue no mesmo ramo, já sendo seguido pelo advogado Marcelo Neves, que aos poucos se aproxima mais da gastronomia do que da consultoria de propriedade intelectual e já formado como chef executivo e sommelier de cerveja ministra aulas na mesma instituição onde se formou.

Do cassoulet ao simples churrasco, o quarteto já tem muita história. Chamaram a atenção de um canal de tevê, lançaram junto à parceiros a marca de cerveja Ogrostronomia e tem muitos projetos pela frente.

Um papo com Jimmy McManis, Ricardo Boris Henningsen e Guto Senra mostra como a internet é poderosa e como eles mantém esse vínculo com o público, uns com os outros e claro, essa relação apaixonada pela comida.

 

ogrostronomia_opcao1

 

O Jimmy está totalmente envolvido no projeto, os outros se dedicam à outras áreas ou também embarcaram de cabeça?

Guto:
Sou publicitário, trabalho em uma agência grande no Rio. Tento preencher meu pouco tempo vago com o Projeto. Além de passar mais da metade da minha vida dentro da agência e o que sobra na cozinha comendo ou cozinhando quando posso, jogo num time de rugby aqui na capital e acumulei além da função de titular o diretor de marketing da equipe. Ou seja, eu gosto de arranjar problemas, digo, coisa pra fazer. ​

​​Jimmy:
Criei o Ogrostronomia como projeto de vida, a idéia ganhou forma no começo com longos papos com o Boris na porta do Saloon, bar que ele era sócio, em Botafogo. Ganhou totalidade com a entrada do Guto e do Neves (tivemos como sócio o Betho Alves que infelizmente precisou sair por motivos pessoais e profissionais). Apesar da minha dedicação total ao projeto, tenho também outras atividades, todas como cozinheiro como aulas, meu quadro na TV e o Burgertopia.

Boris:
O Projeto, para a maioria de nós, é um “hobby” muito sério que vem rendendo frutos maravilhosos. Trabalho hoje como coordenador de uma área na câmara dos deputados no Rio. Cozinhar pra mim é mais que um Hobby, é um ato de entrega. Mesmo na correria do dia a dia faço questão de deixar comida pronta pra minha mulher e filha.

Vocês tiveram patrocínio no inicio? Quando ficou claro que o canal iria ter retorno financeiro, convites para entrevistas, propostas de parcerias, o Rio, eu te amo… e quanto tempo isso demorou? Ogro corre atrás dos objetivos ou o Ogrostronomia tem um crescimento orgânico?

Todos:
Até o momento, trabalhamos sem patrocínio algum, tudo começou do nosso empenho, suor e bolsos mesmo. Depois que começamos a aceitar convites para cozinhar em bares e restaurantes de amigos nossos, os custos que temos com as gravações passaram a ser cobertos com o lucro desses eventos.
Continuamos fazendo o que chamamos de ‘invasões’, tentando sempre algo diferenciado e associado a outros projetos relevantes ou com uma filosofia semelhante à nossa. Além disso, neste ano de 2015 firmamos que vamos fazer mais vídeos, lançando sempre um vídeo novo às quintas-feiras, buscando favorecer novas oportunidades para o futuro.

leonardo cristovao

E o TEDx? Como é que foi a experiência?

Boris:
Ana Goelzer, organizadora do TEDx já tinha batido alguns papos comigo para viabilizar um ida nossa para cozinhar em POA. Até que um belo dia nos convidou. Participar de um TEDx é uma experiência incrível, conhecer a vanguarda do ativismo, de pessoas que doam seu tempo para um mundo melhor não tem preço.

Jimmy:
Participar do TEDx foi épico por vários motivos, desde o desafio de condensar uma história de amor pela comida e tudo que ela envolve até as horas de talks tivemos o prazer de assistir. Tenho certeza de falar não só por mim quando digo que é impossível não sair transformado de um fim de semana como foi esse em POA.

Para ser ogro tem que comer carne o tempo todo ou dá pra ser ogro light com tendências veganas?

Guto:
Com a quantidade de opções de carne que existe no mundo procuramos ser imparciais: comemos todas e colocamos sempre bastante sabor entre um pedaço e outro. A coisa da comida saudável é válida sim, mas sem frescura. Gostamos de quantidade, fato, mas nunca vamos abrir mão da qualidade do que cozinhamos e principalmente comemos.

Boris:
Eu acho que é preciso equilíbrio, não adianta comer de tudo e perder a saúde. Comer bem e com inteligência no dia a dia me permite cometer “abusos” me mantendo saudável.

Jimmy:
Até mesmo pela brincadeira com o nome: Ogro + Gastronomia, uma opção restritiva de comida, principalmente o veganismo fica automaticamente de fora. Não digo comer o tempo todo mas sempre que estiver com fome, meu problema é que tenho a fome eterna de 10 mendigos…

Perspectivas para o projeto?

Todos:
Fazer mais receitas, ampliar nosso portfolio de trabalho em outras mídias, viajar e gravar coisas diferentes como um episódio “On the Road”, produzir mais conteúdo, nosso(s) livro(s), eventos, e quem sabe um belo dia, um BistrOgro.

ogrostronomia_opcao2


2016 Almar LTDA