HISTÓRIA CRIADA HOJE N ÃO EXISTE MACHO SEM CHANCES CARA DE PAU TOLAS ACREDITAREI NUNCA PAGA VELHO PAPO ESTRANHO DESIGUALDANTE BBVÉIO DST RETURN IMPREVIDÊNCIA GENÉRICOS CARNE PODRE CARNE FRAQUÍSSIMA CARNE FRACA 1 CARNE FRACA A MÃO DE DEUS BRT DAS ARÁBIAS 9 MILHÕES PARA CRIMINOSOS A NOVA RELIGIÃO, O “CIENTISMO” A TRÍADE MALDITA O CAPETÃO VOLTOU, O CAPETÃO VOLTOU… AS VÍTIMAS NÃO CONTAM É A FÍSICA, IDIOTA! POBRE MARACANÃ! ASSALTOS VERGONHA E AÍ, MULHERES? VÃO CONTINUAR DEIXANDO? TUDO É DADO ACIDENTE? ASSASSINATOS TÍTULOS SEM VALOR MASTURBAÇÃO GOVERNAMENTAL COBRANÇA INDEVIDA A PREFEITURA NÃO TEM DONO IMPOSTO É PAGAMENTO POR PRESTAÇÃO DE SERVIÇO E NÃO OBRIGAÇÃO SÃO NOSSOS SERVIÇAIS E NÃO O CONTRÁRIO NÃO EXISTE “CALAMIDADE FINANCEIRA” A ESUQUERDA NA NUVEM DEMOCRACIA NO ORIENTE E CONTO DE FADA DA KÉFERA TALVEZ SEJA ÚTIL IDOSO É SUA MÃE É BOM PRÁ QUEM TÁ DE FOLGA… PRESOS NAS CELAS DOMINAÇÃO ÓI NÓÍS AKI TRAVÊIS! A VOLTA HERÓIS ASSASSINOS POUCOS ARTISTAS PAI GORDINHO PREMONIÇÃO TEM UM EMPREGO? CARAS DE PAU – MESMO! QUEREM MATAR VOCÊ! CÂNCER PARA TODOS LOUCOS? DOIS PESOS, DUAS MEDIDAS CUIDADO HAPPY FUGA DO INFERNO O INFERNO NA PRAIA PONTE PARA O NADA BURRICE FARCS AINDA VOTAM? BOBAGEM NÃO SEJA GENTIO PALHAÇADA FIM DE SEMANA MORTAL MACAQUICES SADOMASOQUISMO HAPINESS MALUQUICES DE FIM DA ANO NOVO SISTEMA DE CASTAS SOMOS TODOS COMUNISTAS DISFARÇADOS COMANDAR A VIDA NÃO SE MORRE MAIS! O MUNDO MUDOU! NÃO PRECISA MAIS MORRER! O MUNDO MUDOU! O mundo mudou. É preciso não morrer mais. Alguns seres imortais Fizeram de você um animal. HAITI, OBRA COMUNISTA A MORTE NÃO É A ORDEM NATURAL DAS COISAS O CONTROLE DA VIDA TÃO DE OLHO NA GENTE ESQUERDISTAS SÃO LOUCOS DE PEDRA SÃO AS EMPRESAS QUE FAZEM A RIQUEZA, NÃO O ESTADO SUS, UM ABSURDO FINITO VELHO CHOCO MAIS UMA VEZ PO TSE EXTRAPOLA SALÁRIO MÍNIMO, LEIS TRABALHISTAS, DESEMPREGAM 12.O000.000

NÃO EXISTE “CALAMIDADE FINANCEIRA”

About

O Jornal Almar tem como objetivo levar o conhecimento da Realidade (que, por incrível que possa parecer, tanto não pode ser percebido pelos sentidos, quanto é ignorado por todas as instituições humanas) mas de forma leve, agradável, mesmo divertida. Através de textos atuais, personagens fictícios, discussão do que acontece no mundo das pessoas e todas as formas que forem possíveis e necessárias para levar a Realidade aos seres humanos, porque não podem mais continuar ignorantes dela.

Não existe “estado de calamidade financeira. Aliás nem estado de calamidade alguma. Mesmo no caso de fenômeno natural o administrador tem de prever o fenômeno natural que em geral é cíclico, natural é previsível. Uma empresa situada numa rua que enche no verão terá prejuízo na época das enchentes. Quem coloca sua empresa numa rua que não enche não terá prejuízos na época de chuvas. Muito menos existe “calamidade finaneira” sozinha. Se não houve o fenômeno natural, previsível, como vimos – o que não justifica a administrador ser “pego de surpresa” num temporal que provoque enchentes no Rio ou em São Paulo, sem catástrofe natural não se pode considerar “calamidade financeira” mas incapacidade administrativa, puro roubo ou estupidez
Ideológica. No Rio, certamente os três. Primeiro sabe-se que o estado deveria estar recebendo mais 30 bi em impostos que foram perdoados sem motivo. Segundo, houve o período de “vacas gordas”: nessa época alem de se fazer farras econômicas, roubou-se – os ex governantes estão na cadeia e seus sucessores do mesmo crime acusados e no entanto livres e no exercício do governo. Finalmente, não se pode ter um sistema onde 100 usem é só 10 paguem. Uma dona de casa não ter para gastar, no limite, 100 real por mês por pessoa da família de 10 pessoas, tendo 1000 de orçamento, passar a ter 10.000 pessoas para comer na família. Não há água no feijão que dê jeito. Então a visão socialista de mundo, onde o estado brasileiro tem de dar tudo para 205.000.000 arrecadando só de 12.000.000 (o número de formais ou pagadores de impostos). Os estados do Brasil tiveram de entrar na dança. Saúde universal, com medicamentos grátis, aluguel social, escola universal, restaurantes de preço simbólico, lazer grátis, dinheiro a rodo para improdutivos, nem o Kwait podre de rico com o petróleo conseguiu pagar . País pobre como o Rio, um estado pobre como o Rio (o ESTADO do Rio é pobre – o MUNICÍPIO tem recursos – era o antigo estado da Guanabara, herança do status de capital federal roubado pelo presidente mineiro comunista que invejava e odiava o Rio, não tem como suportar essa sacanagem ideológica, administrativa e policial. Os cidadãos – os ” compradores do serviço de administração” têm de receber a prestação do serviço pelo qual pagaram. No mínimo os administradores incompetentes têm de sair imediatamente, se apenas incompetentes ou serem presos se ladrões. Só não pode continuar assim. Já imaginou se
Você comprar uma geladeira nas Casas Bahia e em vez de receber a geladeira, recebesse uma carta pelo correio: ” Desculpe, estamos em calamidade financeira”… Como é, bando de otários, vão continuar sendo roubados
Ideologicamente, administrativamente, criminal mente? Vão assumir mesmo serem escravos?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>


2016 Almar LTDA